Depoimentos

Yoko Matsuda, 78 anos, do lar. Pilates sênior

Sempre pratiquei atividades físicas. Como sempre pratiquei, resolvi continuar praticando. Estou sentando muito bem. Me sinto ótima.

Maria Conceição de Jesus, 75 anos. Pilates sênior.

Era ruim, agora está melhor. Foi bom. Quis começar para melhorar meu corpo. Mais disposição. Muito melhor. Eu amo minhas professoras.

Rita de Cássia Salviato Veroneze, 64 anos, gerente de RH. Pilates

Eu não tinha a mesma disposição que tenho hoje e tinha uma dor no joelho, que hoje não tenho mais. Comecei na Corpo São, quando a Marina e o João Paulo montaram o Studio. Fui uma das primeiras turmas. Senti uma maior disposição, principalmente com atividades domésticas. Sou muito mais ativa, não tenho mais nenhuma dor muscular, me sinto muito mais leve, ágil nos movimentos. Pilates é tudo de bom!!!

Alessandra Padovani, 42 anos, administradora. Pilates

Tinha muita dor no pescoço e na coluna/lombar. A decisão foi recomendação médica e no início precisei de fisioterapia para complementar. Aos poucos as dores melhoraram, assim como o equilíbrio, a postura e a respiração. Com mais qualidade e menos dor.

Marilda José Toledo Benvenuto, 59 anos, aposentada. Pilates

Trabalhava, era até boa, mas sem praticar nada. Foi a melhor coisa da minha vida. Ganhei qualidade de vida. Foi excelente. Ganhei mais mobilidade e independência. Não me vejo mais sem exercício e tenho mais vitalidade.

Paulo Cesar Michelone, 62 anos, biólogo. Pilates.

Corrida, com restrições. Influência do meu genro, mais gordo e mais ágil do que eu. Descobri que não sou tão bom quanto pensava e não tão ruim quanto podia ser. Boa.

Lucas Macedo, 12 anos, estudante. Pilates e Energia Kids

Mais ou menos boa, porque eu só brincava na escola e agora é na escola e na academia. Vontade de começar. O início foi bom, mas um pouco difícil. Eu fortaleci mais as minhas articulações. Muito boa.

Cirlene de Oliveira Mingoni da Silva, 40 anos. Pilates e musculação

Antes de praticar o Pilates sentia muita dor na lombar. Iniciei Pilates por recomendação médica. Não tive problemas no início, pois é uma atividade benéfica e abre vários leques para quem deseja iniciar. Ótimo para respiração, força muscular, postura… As dores melhoraram bastante. Agora se não faço Pilates sinto que me falta algo para completar as atividades da academia.

Marisna Cardoso de Souza de Azevedo, 38 anos, modelista. Musculação

Vida muito corrida e sem tempo para cuidar de mim e da minha saúde. Sempre me incomodava meu sedentarismo, mas deixava para depois. Incomodada com a minha aparência decidi procurar um cirurgião plástico, mas para realizar meu sonho ele pediu para eu perder peso. Foi onde tomei iniciativa e iniciei no dia seguinte minhas atividades e minha reeducação alimentar. Comecei muito focada e com dedicação. Não foi fácil o começo, mas com muito incentivo do meu SUPER professor Jean me motivando a cada dia fui superando a cada dia. Hoje sinto que minha vida mudou completamente. Minha autoestima e confiança é muito maior. Não me vejo mais sem praticar exercícios, me apaixonei. Dizem que estou até viciada. Mas fazer o que é bom, queremos mais. Agradeço muito pelo ótimo espaço, equipamentos e profissionais que a academia possui. Que juntos possamos atingir meus objetivos que são muitos.

Giuliana Tamarossi, 28 anos, bancária. Musculação

Não tinha disposição para nada, estava acima do peso e com alguns exames alterados, resumindo sedentária rs. Foi uma mudança de vida mesmo, se adaptar a nova rotina não foi fácil, porém foi gratificante. Decidi mudar e começar porque não estava bem comigo mesma, não gostava de aparecer em fotos e nem de me olhar no espelho, além da saúde, né? Tudo mudou. Tenho mais disposição para tudo, a autoestima e amor próprio, a saúde melhorou muito. Para tudo isso a ajuda e a dedicação do personal Erick foi fundamental. Cada dia um novo desafio, um novo objetivo. Quando comecei era a perda de peso e meu personal e amigo Erick abraçou a vontade comigo e me fez atingir. Agora o objetivo é outro, manter e não desistir e sem a ajuda do Erick eu não conseguiria, a parceria dele é fundamental para cada conquista, ele vibra junto com a gente. Minha vida agora é muito mais saudável, minha disposição é outra e a Personnalité Move e o Erick fazem parte dessa nova vida e rotina, juntos me fizeram ver que o exercício físico é um estilo de vida, é uma escolha para a vida e eu escolhi viver assim. Só tenho a agradecer.

Aline Morato, 39 anos, enfermeira. Musculação e Jiu Jitsu.

Sempre fui muito sedentária, não praticava nada além de ser hipertensa e pré-diabética. Estava muito acima do peso e com a autoestima baixa e com o incentivo da minha irmã comecei a academia. Perdi muito peso e medidas, meu desempenho e minha disposição melhoraram muito, sem contar que meus problemas de hipertensão e glicemia zeraram. Hoje sou uma pessoa muito melhor fisicamente e psicologicamente sei que tenho muito a melhorar ainda, mas sigo no caminho.

Laura Ferreira Ribeiro, 12 anos, profissão ainda não tenho, mas quero ser advogada. Jiu Jitsu e Energia Kids.

Eu não fazia nada e a cada dia eu ficava mais gorda. Minha mãe fez minha inscrição. Eu emagreci 5kg. Muito melhor. Agora eu tenho disposição.

Manuella Magalhaes Moretti, 7 anos, jiu jiteira. Jiu Jitsu kids

Eu nasci no mundo do esporte. Para eu me preparar para o meu campeonato que já aconteceu. Ficou tudo bem e melhorei muito no Jiu Jitsu. Muito mais saudável.

Rosana S. Rodrigues, 53 anos, aposentada. Musculação

Eu era bem sedentária, só fazia caminhadas, mas qualquer coisa era motivo para não ir. Quem me incentivou a começar na MOVE foi o meu marido. Eu era bem resistente a academia, embora nunca tivesse frequentado uma. No início foi difícil. Não conhecia os aparelhos, tinha muita dificuldade para terminar a série e muuuuita dor, mas com a ajuda e paciência do professor Breno, tudo ficou mais fácil! Me sinto mais disposta e não arranjo desculpas para não ir à academia. Acho que estou mais saudável também.

Julia dos Santos Nogueira, 9 anos. Energia Kids e Jiu Jitsu.

Antes do Energia Kids eu já tinha praticado natação, ballet e jiu jitsu. Não consigo imaginar minha vida sem esporte. Eu comecei a fazer porque minha mãe disse que eu tenho que gastar energia. O início da prática foi muito legal, pois sou muito enérgica. Emagreci, fiquei mais criativa, nos divertimos muito, pois a Talita é super legal e gasto muita energia. Minha vida mudou. Agora sou mais criativa, ativa, alegre e é muito legal fazer atividades legais. A Talita é super legal.